Sobre as Missionárias da Caridade

 

 A Família espiritual fundada por Madre Teresa de Calcutá

 

   LAY ASSOCIATES-

Voluntariado com os Missionários da Caridade

 

 

♦Voluntariado com os missionários da caridade em Kolkata:

   ◊Tips for volunteering

   ◊If you are arriving in Kolkata (Helpful tips)

   ◊Accommodations

   Contact Informations

♦Tips for volunteering in Peru

  ◊Photos: Kolkata, Peru

♦ Contact Informations Volunteering with the Missionaries of Charity elsewhere

♦Experiences of Volunteers

♦Share your Experience

♦Share your Photos

 

 

 

 

Voluntariado com os missionários da caridade em Kolkata

by Verity Worthington

 

Por Verity Worthington Voluntario

Muitas pessoas me perguntaram o que me atrai para Kolkata, e é uma pergunta difícil de responder. Para minha confirmação, no meio do último milênio, recebi um livro com citações diárias de Madre Teresa ["A Joia em Amar"]. Lembro-me de ler uma entrada que descreveu uma jovem que visita Kolkata de Paris. Mãe observou que seus olhos não sorriam e a mandaram trabalhar no Kalighat, onde encontrou Jesus.

 

Talvez eu soubesse que meus olhos também não sorriam, porque assim que eu terminei a escola, eu decidi que eu iria para Kolkata para se voluntariar. Olhando para trás, eu certamente era muito jovem e inocente. Lembro-me da minha viagem ao aeroporto, perguntando-me se essas pessoas realmente dormiam nas ruas, que possuíam cães e vacas, etc. Era semelhante a pousar em outro planeta - muitas milhas de distância da minha escola de todas as meninas na Inglaterra rural. No entanto, logo fui cativado pela comunidade voluntária; Pelo calor e amizade das pessoas e das irmãs. Pela primeira vez na minha vida, eu me senti aceita por quem eu era, não polo que eu poderia fazer. Comecei a trabalhar em um dispensário e levei um grupo de voluntários a pintar o parque em Shishu Bhavan. Provavelmente parece clichê, mas desde o início tornou-se evidente que, o que quer que fizemos, recebemos muito mais.

Desde aquela primeira visita, há quase 10 anos, voltei muitas vezes para Kolkata e me ofereci em outros lugares com os Missionários da Caridade. Como muitos outros voluntários, gosto de compartilhar a vida de oração das irmãs, bem como o apostolado. Começamos nosso dia às 5 da manhã com a oração da manhã e terminamos com a adoração. Em uma cidade tão caótica e barulhenta quanto Kolkata, a capela se torna uma parte vital do dia do voluntário. O túmulo da mãe também é um lugar muito especial para oferecer orações e encontrar momentos de solidão. A comunidade voluntária, sob o cuidado de Irma Mercy-Maria, é notavelmente próxima

 

Às vezes, é fácil tornar-se imune à pobreza em Kolkata - afinal, tudo é relativo. No entanto, o voluntariado é uma experiência muito humilhante. Kalighat é especialmente um lugar muito especial. É um lugar calmo; Um lugar onde as lágrimas dos moribundos e as lágrimas da busca se encontram; Um lugar onde o leste se encontra no oeste; Onde os limites estão quebrados. Eu estava continuamente humilde; Na senhora que me agradeceu por ajudá-la a comer, à senhora enrolada no canto da cama soluçando quem me deixou sentar com ela ... na mulher com incandescentes queimaduras que sofreram agonia diária, mas levantou as mãos em gratidão a o médico.

 

Você lembrou que é 2009 e as pessoas estão morrendo sem nada e com ninguém; Esquecido pelo mundo; Rejeitado; Indesejados; mal amada. Uma senhora em particular se destaca na minha memória - ela tinha olhos tão tristes; Nossas vidas tinham sido tão diferentes; Diferentes línguas e culturas e costumes; Ainda assim, enquanto eu a alimentava, nós estávamos de alguma forma unidos "juntos" em nossa humanidade. Essa experiência compartilhada é importante, e você percebe que tocar o fracasso um do outro é onde encontramos Jesus.

 

Todo voluntário contribui para uma queda no oceano da humanidade, e certamente é verdade que o oceano seria menor sem essas gotas. É tão fácil olhar para o quadro geral; Para ver os milhares de pessoas que sofrem, e esquecem que só podemos fazer pequenas coisas com grande amor - que a única pessoa em que servimos em um momento dado seja Jesus. Isso foi definitivamente aparente quando no dia de Natal servimos comida a milhares de pessoas que ficaram na fila tão pacientemente nos portões de Shishu Bhavan. Esta é uma passagem de um e-mail que enviei para casa: "Há um resfriado frio no ar no momento e, enquanto ando para trabalhar, passamos os corpos envoltos em lençóis no pavimento - percebo o quão perto da primeira natividade que estamos aqui Quando nos dedicamos a morrer em Kalighat - quando distribuímos cobertores como estávamos esta manhã ... isso é Natal ... não luzes de fadas e ouropel. Eu me vejo vendo a Sagrada Família em cada pavimento desta cidade - pobre , Carentes e vulneráveis, famílias inteiras sobrevivendo neste clima frio, em um pedaço de pavimento sujo - um dia para o próximo, um ano para o próximo. Eles não estão ocupados preparando o peru ou embalando presentes de última hora. Eles não têm Enviou quaisquer cartões de natal este ano, ou decorou uma árvore. Esses bebês não sabem nada de Papai Noel, eles não têm uma meia para pendurar no final da cama - ainda que tenham algo de gente com todas essas coisas vão faltar Este Natal. Talvez pareça clichê, mas Madre Teresa estava certa, aqui as pessoas compartilham ... eles Se aglomeram sob o mesmo cobertor; Eles compartilham a pequena comida que eles têm com seus vizinhos. Não há espaço pra eles também ... eles vivem no frio, rejeitados pelo mundo - e eles fazem isso com humildade.

 

Lembrei-me esta manhã, quando distribuímos cobertores e arroz, das filas ao redor do mundo em shopping centers nesta época do ano. As pessoas aguardaram tanto tempo para esses itens essenciais, que receberam com tanta gratidão. É uma lição para todos nós ".

 

Conheci tantas pessoas maravilhosas durante o meu tempo voluntário, e considero os Missionários da Caridade como minha família extensa. As pessoas pensam que é corajoso, ir a Kolkata e se voluntariar - mas aqueles que assim o fazem descobrem que, longe de ser difícil, são abraçados e acolhidos com tanto amor. Gostaria de dizer que meu motivo de voluntariado era alturista, mas eu precisava deles muito mais do que eles precisavam de mim. A ironia é que é fácil amar em Kolkata, onde a pobreza física é tão grande. Como a mãe disse "você encontrará Kolkata em todo o mundo se você tiver os olhos para ver"; E este é o maior desafio para voluntários de longo prazo e, de fato, para todos nós.

 

 

If you are arriving in Kolkata by plane, take a pre-paid taxi from the airport – the desk is located on the right before the exit. This will not cost more than 200Rupees, but drivers will try and ask for more, so be prepared!

-     Many volunteers find accommodation on Sudder Street, which has a host of backpacker type dormitories. Sudder Street is a 20minute walk from Motherhouse. Closer accommodation can be found at Monica House on A.J.C Bose Rd, opposite Shishu Bhavan, and at Bely Guest House – right next door to Motherhouse, above the WEB internet café. There is no need to book rooms in advance. Dorm beds cost around 100-150rupees a night.

It is advisable to get your shots [Typhoid, Hep A and B, Tetanus] and bring with you any prescription medication you are taking. Personally, I did not take antimalarials, but these are available in Kolkata [as is most medication] much cheaper than in the west.

 

You do not have to write to the sisters or call before you arrive. However, you do need to register as a volunteer before you can start working in the centres. To do this, bring your passport to Shishu Bhavan, located at 78 A.J.C Bose Road, at 3pm sharp, on Mondays, Wednesdays and Fridays. Alternatively, the Sister in charge of volunteers issues day passes at breakfast in Motherhouse, [54a A.J.C Bose Road] after mass in the mornings.

 

Mass is at 6am every day at Motherhouse, followed by a breakfast of bananas, bread and chai. You don’t have to attend mass to get breakfast, but you’re most welcome. At 7.30 we say a prayer, and disperse for work. Volunteers are also welcome to Adoration, which is at 6.30pm every evening except on Thursdays and Sundays when it’s at 6pm.

 

Be aware that many of the beggars working in the vicinity of Motherhouse are professional. It is difficult at first to understand the many levels of poverty in Kolkata, but it is not encouraged to give money to people in the street.

 

There are many places to eat around Sudder Street, with Blue Sky Café being a favourite haunt amongst volunteers. On AJC Bose Road, Delhi-Dabar serves cheap rice and dahl at lunchtime, and fantasti  khati rolls [a Kolkata speciality] in the evenings. Hotel Circular, on the other side of A.J.C Bose Road, offers a range of cuisine, but be prepared for slow service! Alternatively, if you have cooking facilities, there are many bazaars which sell fresh fruit and vegetables, and there is a supermarket chain called MORE, located at New Market, and Elliot Road.

 

For treats, Flury’s on Park Street offers wonderful cakes and afternoon tea. Kolkata also has a KFC on Middleton Row, and a pizzeria called Fire and Ice on Camac Street. Be kind to yourself, volunteering can be hard work. If you’re in need of a break, you could also head to the Forum on Elgin Road, where there is an INOX cinema showing western and Indian films.

 

Do be careful of the water; make sure you drink bottled water, and check the seal first.

 

Be prepared to wash your clothes in a bucket! One thing I’ve learnt over the years is to wash my clothes every day, otherwise it is really hard work! You can buy detergent  [brands like Ariel] at many street stalls. Soak them first, and then get scrubbing!

 

You can receive mail at Motherhouse, kept in a box in the breakfast room. Letters should be addressed c/o Sister in charge of volunteers, Missionaries of Charity, Motherhouse, 54a A.J.C Bose Road, Kolkata 700016, West Bengal, INDIA.

 

If you’re working in Kalighat, Prem Dan or Daya Dan, you will need to get a bus to work. It is advisable to keep a ready supply of coins, as the conductors don’t like giving change. It costs 4rupees from Motherhouse to Kalighat.

 

Thursdays are volunteers day off. There is no breakfast on Thursdays, but there are often volunteer activities arranged such as visits to Titagargh, the leprosy centre run by the MC brothers.

 

Take a deep breath, a journal to write in, and be prepared for a life changing experience!

 

 

 

Tips for volunteering in Kolkata

 

Many people have found volunteering to be the experience of a lifetime. Volunteers are welcome to help the sisters in their service to the poorest of the poor for a week, a month, or longer.

The qualifications required for volunteering:

“Hearts to love and hands to serve!”

(Mother Teresa)

 

You are not required to call or write to the sisters ahead of time to go to Kolkata to volunteer.

Simply “show up” for Orientation and Registration:

At:       3 p.m.

Nirmala Shishu Bhavan (Home for Children),

78, A.J.C. Bose Road, Kolkata – 700016

 

On:      Mondays, Wednesdays, and Fridays.

 

Please bring your passport as you are required to show it to the Volunteers’ Coordinator at the Orientation.

 

Note:  Volunteers’ Coordinators are not available on Sundays and Thursdays.

Thursday is a day of prayer for the Sisters.

 

There is also no orientation and registration on the following days:

The Monday after Easter

August 22

September 6

December 26

 

Volunteers share in the works of love at the Homes for: the dying destitutes, children, and physically and mentally challenged children.

 

Details will be given at the Orientation.

 

For those who wish to join the sisters for Mass and Holy Hour at Motherhouse (54, A.J.C. Bose Road, Kolkata – 700016) or to see the Museum, the schedule is as follows:

 

Holy Mass at 6 a.m. followed by breakfast

Holy Hour at 6.30 p.m.; Thursday and Sunday at 6 p.m.

Holy Mass and Blessing (with Mother Teresa’s Relic) at Mother Teresa’s Tomb on Fridays at 4.30 p.m.

Viewing of the Museum and Mother Teresa’s Room: 8 a.m. to 12 noon and 3 p.m. to 5.30 p.m.

 

Visiting Hours for our Homes: 9 a.m. – 12 noon and 3 p.m. – 5.30 p.m.

 

 

 

Volunteers must arrange for their own accommodations. Some of the nearest and cheapest places of accommodation are:

 

Hotel Circular, 177, A.J.C. Bose Road

Monica House, St. James’s Church, A.J.C. Bose Road

YMCA, 25, Chowringhee Road,

Hotel Maria, Center Point, Modern Lodge, Salvation Army Hostel, Sudder Street

Baptist Mission, near Baptist Church A. J. C. Bose Road

 

 

 

 

 

 

 

 

Contact Information

 

Volunteers are welcome to help the sisters in their service to the poorest of the poor for a week, a month, or longer.

For those wishing to volunteer in Calcutta, please write directly to Sister in-charge of volunteers, who is presently in charge of the volunteers at our Motherhouse:

 

Missionaries of Charity

Sister in-charge of volunteers

54/A A.J.C. BOSE ROAD

CALCUTTA 700016

INDIA

 

Or call: Tel : 91-33-2249-7115 or 91-33-2217-2277

NO E-MAIL AVAILABLE .

 

 

 

For those wishing to volunteer elsewhere. Please contact directly the regional house for the Country , where you plan to go NO E-MAIL AVAILABLE . View list of regional house of the Missionaries of Charity with the respective country in each Region: Europe, Africa, Asia, Oceania, The Americas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

♦Irmãs ativas   ♦Irmãs contemplativas

♦Irmãos ativos ♦Irmãos contemplativos

♦Padres s  ♦Movimento Corpus Christi

♦Colaboradores

♦Voluntários da Madre Teresa

♦Missionários leigos da Caridade

 

 

 

♦Estatísticas  2015

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Text © Mother Teresa Center of the Missionaries of Charity

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Text © Mother Teresa Center of the Missionaries of Charity

 

 

Mother Teresa Center

524 West Calle Primera,

Suite #1005N

San Ysidro CA 92173

USA

-------------------------------------------------

mtc@motherteresa.org

www.motherteresacenter.org

-------------------------------------------------

♦Italiano  ♦English  ♦Español  ♦Français  ♦Português  ♦Deutsch

 

 

You do not have to write to the sisters or call before you arrive. However, you do need to register as a volunteer before you can start working in the centres. To do this, bring your passport to Shishu Bhavan, located at 78 A.J.C Bose Road, at 3pm sharp, on Mondays, Wednesdays and Fridays. Alternatively, the Sister in charge of volunteers issues day passes at breakfast in Motherhouse, [54a A.J.C Bose Road] after mass in the mornings.

Página inicial    ●Sobre    ●Oração   ●Noticia(s)   ●Publicações    ●Biblioteca    ●Multimédia    ●Arquivos    ●Contatos